AMBIENTES – POSSO IR ATÉ LÁ?


O Salmo 01 fundamenta alguns princípios para sabermos em que ambientes o cristão deveria permanecer:

“Bem aventurado o ‘cristão’, que não anda no conselho,(estilo de vida, hábitos,princípios) dos ímpios; nem se detém no caminho (locais e ambientes) dos pecadores; nem se assenta na roda (companhia, amizades) dos escarnecedores.” Salmo 1:1.

Aqui a Palavra de Deus deixa evidente que há situações que o cristão deve evitar, pois são coisas que os ímpios, pecadores e escarnecedores participam.

Três elementos são mencionados - o conselho, o caminho e a 'roda'. A NTLH traduz eles assim; "Felizes são aqueles que não se deixam levar pelos CONSELHOS dos maus, que não seguem o EXEMPLO dos que não querem saber de Deus e que não se JUNTAM com o que zombam de tudo que é sagrado".

O estilo de vida, os hábitos de vestuário, se incluem ‘ no conselho’; são elementos de nossa vida que são influenciados quando freqüentamos e participamos do ambiente de pessoas que não professam a nossa mesma fé; o assunto não é de exclusão ou isolamento, mas sim de identidade e personalidade cristã.

Quando frequentamos certos ambientes em que os 'ímpios' convivem ali, nós perdemos nossa identidade. Nos anulamos para receber a influência daquele ambiente e das pessoas que estão ali.

Geralmente quando freqüentamos ambientes não cristãos, nos vestimos como a maioria se veste, participamos das músicas, das conversas, e com o passar do tempo até das bebidas, pois nos cansamos de apresentar justificativas.
Há uma imersão por completo em todas as esferas de nossa vida, seja de valores ou de conceitos.

Perdemos nossa identidade cristã, nossas crenças são expostas ao ridículo (eles assim consideram) e nossos princípios ignorados.

Inconscientemente em nosso cérebro vão se firmando conceitos e surgindo questionamentos; processos de negação, inferiorização, que nos desvinculam de nossa fé, de forma inconsciente. É aqui que surge a argumentação - ‘não tem nada de mais’ – para explicar o porquê de irmos a ambientes de não cristãos.

Se 'deter no caminho dos pecadores' é estar onde eles estão; quem vai ao cinema ou ao teatro, quer participar das atividades dos pecadores. Estão ali em busca de prazer, diversão. Estão vestidos para o prazer, desejam o prazer e participam do prazer que esses ambientes oferecem.

Mas aqui esta a identidade cristã; não buscamos o prazer nas coisas deste mundo. Nós realmente somos diferentes, e isso é normal! Anormais são os que não vivem de acordo com a vontade de Deus.

Quando escolhemos ir aos ambientes em que os descrentes frequentam, estamos vivenciando o 'assentar na roda dos escarnecedores'. Por que os cristãos devem ir ao cinema, se os descrentes não frequentam a igreja?

Só alguns cristãos não entendem isso. Se podemos ir até lá; porque os descrentes não vem até nossas igrejas, programas e reuniões?

Eles não fazem isso porque tem identidade. Eles não querem se identificar com Deus, com o evangelho e com os cristãos.

Por que iríamos em seus ambientes, se também não queremos ser rotulados de ímpios, pecadores e escarnecedores?

Certos ambientes não são apropriados aos cristãos. Assim como na mente dos descrentes jamais entrariam em uma igreja. Assim como eles querem distância da igreja, deveriamos querer distância do cinema, teatro, circo, estádios e danceterias.

3 comentários:

Vandic de Queiroz Coqueiro disse...

Jesus era pecador então, pois Ele comia e bebia com pecadores.

Quanta heresia nesse texto!

Marcello Alves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcello Alves disse...

Prezado Vandic, voce esta equivocado em sua colocação.
Jesus comia e bebia com pecadores.Vejamos que Jesus não estava ali para se divertir ou " curtir a festa", Jesus participava das festividades com o intuito de testemunhar e anunciar o Reino de DEUS. Difrente do cristão participar de certos ambientes com certa desculpa de que não tem nada a ver.Claro que tem, e é interessante que os impios não se interessam pelas atividades cristas porque eles tem identidade, e os cristão acabam cedendo para não ficarem " deslocados" em nossa sociedade.
Não há heresia no texto.O cristão deve sim fazer uma reflexão, ver os ambientes em que frequenta, porque todas as coisas são licitas mas nem todas convem.E tudo questão de conciência.