ESTOU SOZINHO E AGORA?


Não somos ilhas e viver sozinho não é bom (Gen.2:18), e isso tem levado nossos jovens e solteiros a uma grande busca pelo companheiro perfeito.

Jovens Solteiros ou Adultos Solteiros é muito comum encontra-los na igreja. Insatisfeitos com as possibilidades de relacionamentos em suas igrejas os solteiros seguem a vida entre duas opções: a promiscuidade ou a solidão.

É grande o número de jovens cristãos que aderem ao estilo de vida mundano optando por uma vida sexual ativa, mesmo freqüentando a igreja. E assim são membros do corpo de cristo, em estado de putrefação, pois vivendo quase separados pelo pecado em algum momento o inimigo de nossas almas os pretende amputar do corpo que é a Igreja.

Mas são os conceitos deste século que levam o Solteiro Cristão a viver uma vida de duplicidade e pecado.

O Sexo não é o fim em si mesmo. Os objetivos de nossas vidas e dos relacionamentos, não giram em torno de prezeres, muito menos do sexo.

Quando esse ponto for compreendido pelos Solteiros, uma nova perspectiva se abre na vida do Cristão.

Paulo na sua primeira carta aos Coríntios já falava aos jovens que se pudessem, permanecessem Solteiros, mas caso não se controlassem, que se casassem, pois não estariam pecando –– “mas se vocês não podem dominar seus desejos , então casem , pois é melhor casar do que sofrerem por causas de desejos insatisfeitos” I Coríntios 7:9 NTBLH.

Ele justifica o fato de se permanecer Solteiro como tendo mais tempo e energias para se dedicar ao Reino de Deus. Mas muitos não são maduros o bastante para enxergar as grandes coisas que Deus quer fazer em suas vidas. E assim aconselha que se casem, caso não consigam se controlar.

Em nenhuma das possibilidades Paulo aprova a promiscuidade; e segue combatendo a prostituição.

Já apresentamos a vantagem de se preservar sexualmente para o casamento, cabe ao solteiro cristão, exercer maturidade, perseverar em seus princípios e aguardar em Jesus a mulher ou homem dos seus sonhos.

Muitas vezes em nossas comunidades cristãs existem pessoas de ambos os sexos solteiras, mas a necessidade de novos rostos, impede que os jovens se envolvam dentro de suas igrejas. Há os que namoram e se casam com pessoas de sua comunidade cristã; porem o número daqueles que procuram pessoas em outras igrejas é maior.

Isso é um fenômeno psíquico, que ocorre até em outras situações. Quem não gosta de ouvir um sermão por um pregador visitante? Ouvir as mesmas pessoas não é estimulante... Mas uma nova pessoa traz novas experiências. Mas até os novos rostos acabam caindo na rotina, e perdem sua novidade.

É a psico-adaptação; um fenômeno que ocorre com tudo – de pessoas a carros. Nos psico-adaptamos às coisas e não nos empolgamos mais com elas. Daí trocarmos o carro sempre que possível, as roupas, os móveis etc. O problema é quando isso ocorre nos relacionamentos...

O casamento passa por essa adaptação, perde seu brilho, e se não houver a maturidade espiritual, a pessoa é descartada ou trocada!

Mas os Solteiros tendem a se psico-adaptar aos demais de sua comunidade, e gerações inteiras tem perdido o verdadeiro conhecimento do indivíduo, por se olhar apenas para o exterior.

Isto é outro mal de nosso século, de nos empolgarmos com o novo, e descartarmos anos de amizade, conhecimento e convivência.

Meu conselho aos Solteiros é que dêem mais atenção aos membros de sua comunidade cristã e se permitam compartilhar os sentimentos. Muitos Solteiros de nossas igrejas poderiam estar em relacionamentos se não fossem exigentes demais, ou se não permanecessem esperando príncipes encantados.

Permita-se a relacionamentos com os cristãos de sua comunidade; antes isso do que buscar a novidade no mundo. Muitos jovens procuram a novidade em jovens mundanos, e depois sofrem a separação com a igreja ou amargam uma vida de conflitos por divergências espirituais e morais.

Os Solteiros devem analisar que é melhor um relacionamento com aqueles que estão mais próximos, do que uma vida em pecado através da prostituição e fornicação.

Outra possibilidade é buscar as universidades cristãs, colégios cristãos, e ali encontrar um companheiro que venha a satisfazer os olhos e a espiritualidade!

É dever da Igreja e sua Liderança se preocupar com os Jovens, promover encontros, abrir os horizontes àqueles que precisam de um norteamento nas suas vidas. Nossas igrejas amanhã estarão sendo lideradas por eles, e suas vidas estão se estruturando hoje.

Mas se apesar de todos os esforços, não aparecer o companheiro certo, não se desanime; dedique-se inteiramente a causa de Deus, conforme o conselho de Paulo. Faça de sua vida um ministério para Jesus, e perceba que o verdadeiro sucesso e a real felicidade estão em servir.

E quem serve exclusivamente a Jesus, faz o melhor com sua vida.

6 comentários:

Azilbrasil disse...

Adorei o artigo....
Visite meu blog: http:://esperadoamado.blogspot.com beijos

Anônimo disse...

Oi eu sou unovo convertido euera viciado em drogas nao concigo encontrar uma na morata ou futura esposa denho 25anos melivrar do vicio foi mais facil.

Anônimo disse...

E que entendimento sobre Paulo você possui????
Os dizeres dele,as epístolas muitas delas foram modificadas.
Vocês evangélicos se perdem quando vão explicar algo sobre relacionamento humano.
Tenho pena de vocês
Vão aprender fazer revisionismo.
Pastor,evangélico vão trabalhar e estudar. Enquanto mais vcs explicam mais se contradizem!

Anônimo disse...

E vc? Quem acha q é para criticar o evangelho.
Trabalhamos sim.. Nosso trabalho é correr atrás de vidas como vc. Para que vc possa ser liberto.. Q Deus possa ter misericórdia de vc.
E vá estudar vc para não falar o q sabe

Anônimo disse...

Oi sou cristã a um ano,não sou mais virgem e antes de mim converter tive relações sexuais diversas vezes com parceiros variados...Mim arrependo de não ter mim guardado como orientá as escrituras sagradas,mas não alto mim jugo por isso.
Hoje tenho 21 anos,perdi a virgindade aos 14 anos foi algo desinteressante pois não havia afeto de ambas as partes.
Hoje não tenho namorado,mas uns dos meus ex não desiste de mim ter e é cantadas e tenta mim agarrar e eu mim esquivo dele.Mas tenho que confessar tem sido difícil e agora estou fazendo o possível para não encontra-lo e é quase impossível meus pais gostam muito dele e assim o mesmo tem acesso livre lá em casa,sendo que as vezes estou sozinha em casa é difícil resistir mais consigo com muito sacrifício.Tenho tanto medo de por minha salvação em linha de risco,mim ajudem como faço para mim livrar dele para que ele não mim importune mais...Até pq ele não quer nada a sério comigo,sei que só mim deseja,tipo um brinquedo eu não o amo e sei que não é o homem certo para mim...E o que sinto quando ele faz suas investidas é apenas um desejo banal,carnal "O QUE FAZER"?

Ivair Augusto disse...

Ola anonima
Você esta correta em se valorizar e resistir ao assédio desse rapaz.
O que aconteceu no passado, é passado e Deus perdoa e garante um novo recomeço.
Uma medida para inibir esse assédio deste jovem é contar ao seu pai ou a irmãos, primos ou tios, que ele esta te incomodando e assim ter o apoio masculino de alguem para intimida-lo.
Persista em fazer o que é correto que Deus irá honrar você como uma pessoa digna.