DANÇA – O PRELÚDIO SEXUAL!


Outro elemento encarado como cultural é a dança. Por fazer parte da maioria das manifestações culturais, a dança por vezes é vista como algo inocente e uma expressão dos sentimentos de um povo.

A maior expressão cultural brasileira é o carnaval, e esse evento tem como manifestação a dança erotizada; apesar de ser um elemento cultural, não participamos dele. Nem sempre a cultura de um povo possui elementos saudáveis a moral e espiritualidade.

O grande problema da dança é a erotização que sofreu com o passar do tempo. Todos os elementos de nossa vida, passando pela cultura e educação, foram distorcidos. Não tenho dúvida de que a dança como gênero cultural, é uma forma de expressão humana e faz parte da cultura dos povos. Mas o que o homem fez com a dança é outra coisa...

A dança no Brasil é um exemplo clássico da erotização, sensualidade e distorção sexual imposta a esse elemento cultural.

Aprovar a dança como algo porque faz parte da cultura, estaria abrindo uma porta para a juventude usufruir prazeres carnais, que a distorção da dança trouxe através dos tempos. Assim percebemos que a dança pode ser um elemento cultural, mas distorcido e usado para prazeres sexuais.

A dança facilita o contato do corpo, onde as pessoas se aproximam em um abraço carinhoso e movimentos sensuais. Não há dúvida sobre o poder romântico de uma dança para um casal. Mas o que dizer da excitação alcançada por um casal de jovens, que ainda na fase de descobertas sexuais?

A dança se torna uma facilitadora para as situações excitantes; hoje em dia são muitas as situações que levam a situação de excitação em um namoro, mas em outros tempos a dança já era vista com maus olhos por esse motivo de excessiva aproximação dos corpos.

Antes de restringir a dança, o cristão deverá restringir também outros elementos na sua relação com o sexo oposto; não dançar, mas permitir-se a um contato sensual excessivo no namoro, conduz a mesma excitação que deve ser evitada pelo cristão.

O contato com o corpo desperta um dos mais poderosos sentidos na área sexual – o tato. O sexo é a expressão máxima deste sentido, onde o contato do corpo é explorado.

Ao se tocar, homem e mulher desencadeiam uma poderosa reação química, para a formulação do coquetel de substâncias sexuais. Quanto maior a proximidade e prolongado o estímulo do tato, maiores serão os impulsos sexuais despertados.

A dança é um poderoso facilitador para essa excitação. Homem e mulher se encontram muito próximos, e a mulher é extremamente ativada pela dança, devido a proximidade do homem em toca-la em lhe falar ao ouvido.

As danças que permitem o homem e mulher estarem abraçados favorecem a excitação feminina; as danças em que a mulher dança separada, ao alcance da visão do parceiro, excitam mais ao homem.

As danças coreografadas permitem a exposição do corpo e a imaginação erotizada. Não se trata do mal estar na cabeça de quem está assistindo, mas de que a dança facilita a alimentação dos desejos da carne.

Mas e se a dança for usada em situações culturais como nas escolas para as crianças, ou até mesmo com os jovens em representações saudáveis?

Como já afirmei, a dança é um gênero cultural e uma forma de expressão; mas como usa-la em alguns eventos e suprimi-la em outros? As pessoas que tentarem conviver com esse paradigma, perceberão que os jovens não saberão diferenciar as situações; existe uma diferença muito sutil nos diferentes eventos e como distingui-los.

Um jovem que tem a dança nos seus eventos teatrais da igreja saberá dizer não em um momento de dança em uma festa de amigos? Aquele jovem que tem como princípio não dançar terá mais chances nesta situação?

Esse fenômeno de distorção ocorreu com vários elementos da vida do homem, e precisamos de sabedoria para administra-las.

“Quem dentre vós é sábio e inteligente? Mostre, pelo seu bom trato, as suas obras em mansidão de sabedoria. Mas, se tendes amarga inveja e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica. Porque, onde há inveja e espírito faccioso, aí há perturbação e toda obra perversa. Mas a sabedoria que vem do alto é, primeiramente, pura...”. Tiago 3: 13-16

O princípio bíblico aqui fala da inveja e discórdia, mas servem também para o erotismo e a malícia, pois a sabedoria do cristão será caracterizada pela pureza e castidade.

A dança usada nos momentos da adoração, exposição da Palavra (cultos de pregação) não favorece a espiritualidade. Ela alimenta os sentimentos ccarnais - vaidade de quem dança, e erotismo e sensualidade de quem assiste.

Seria muito bom se fosse diferente, mas nossa mente é propensa às coisas carnais, e não podemos ignorar isso.

12 comentários:

Kelly disse...

A questão de danças no meio Cristão é algo muito perigoso, muitas igrejas praticam a dança como aquelas de coreografias, outras vão para o boate gospel, outas dançam quadrilha (festa pagã), enfim, esta dificil pregar o evangelho, pois ha tantas contradiçoes! o que o Senhor Jesus disse esta sendo transformado no que as pessoas gostam de fazer. O Ide do senhor está se transformando em "os filhos do Rei tem que viver do melhor desta terra" Leiam na Biblia o que acontecia a maioria dos filhos dos Reis que se aproveitavam do privilegio de ser um principe. O Senhor Jesus disse que aqui somos exilados, peregrinos como Ele foi. Entao meu conselho é que vivamos o evangelho pleno e deixemos de perder tempo com vãs palavras, com danças e com discussões, gastem seu tempo na presença de Deus fazendo o que Ele quer, isto é ser servo.

Guh e Josi disse...

Nada a declarar sobre essa ignorância, esse preconceito sobre uma arte que sem sombra de duvidas foi criada por Deus. Creio que satanás não criaria uma coisa que no inicio era usada pra louvar a Deus.(Salmos 149 : 3)
E creio que Deus não aceitaria louvor com uma coisa que não seria uma criação dele? aceitaria? creio eu então que tudo que Deus criou é bom? estou errado?

Sinto muito, muito mesmo por vocês não estarem no carnaval... é engraçado como nós que nos dizemos corpo de Cristo, no maior evento cultural do nosso pais, onde as pessoas vão buscar alegria em bebidas e droga, onde elas vão buscar amor em meio a prostituição, nós que estamos aqui amar, simplesmente nós trancamos em nossos acampamentos e em nossas igrejas. Sem sombra de duvidas essa não seria a atitude de Jesus para com essas pessoas.

Creio sim que jovens devem dançar, expressar sua adoração através de movimentos corporais, agora se seus jovens não tem tido base, ou não sabem sua identidade, não sabem quem são... fica difícil para ele saberem diferenciar uma dança para Deus e uma dança para seduzir... porém se isso acontece com seus jovens esta na hora de reverem seus conceitos, deixar eles se expressarem, serem livres e não algemados e sufocados por doutrinas manipuladoras...

IVAIR AUGUSTO COSTA disse...

Caros irmãos em Cristo, Guh e Josi. Apesar de Deus ter criado algumas coisas, elas foram pervertidas pelo pecado.

Afirmar que algo que Deus criou, é em si mesma boa, é comprometedor...

Deus criou a planta de onde é usada a maconha, Deus criou as flores de onde são extraidas o Ópio, Deus criou o corpo da mulher e do homem, que é veiculado como pornografia.

Então amigos, o argumento de que Deus criou algo, e pode ser usado, não serve.

Quanto ao carnaval, quero lhe lembrar que apesar de Jesus ira a festas e entrar na casa dos publicanos, ele não ia as festas romanas. Foram os romanos que criaram o carnaval, nem por isso lemos de Jesus indo aos eventos romanos que existiam em Jerusalém.

Jesus certamente não iria em meio a um bloco de carnaval... mas iria sim na casa das pessoas que pularam o carnaval - isso ele fazia.

Quanto aos jovens dançar na igreja como expressão de adoração, isso é assunto particular de cada denominação. Algumas igrejas são tradicionais, outras são liberais.

Mas da próxima vez que estiver dançando na presença de Deus, lembre-se que o único que fez isso foi Davi. E ele fez fora do templo, nas ruas que acessavam a Jerusalém. Ele não dançou NO templo e nem durante as cerimônias que ali se realizava.

A dança é um expressão cultural, e não espiritual.

Guh e Josi disse...

Isso ai amigo... como vc tem certeza que Jesus certamente não iria no carnaval???

O que temos feito é simplesmente isso, chega o carnaval e nós simplesmente dizemos...
Aí satanás, vai lá esses cinco dias você faz o que vc quiser com esse povo que eu vou me esconder na chacara com meus irmãos tah? aproveita...

O que você queria mais que Jesus fisesse pra te mostrar que nosso papel é amar seja onde for, pra te mostrar que pecado não contamina o corpo de cristo, mais sim o corpo de crista cura o pecado, o que irmão? até quando agente vai se trancar nesse mundinho gospel e fingim que nada ta acontecendo no mundo??


Tudo que Deus criou ´bom SIM, mais alguns homens não sabem como desfrutar disso com responsabilidade... e não é só maconha, não é só ciência, o cristianismo tem sido o maior exemplo disso, deixou de ser amor pra ser manipulação...

Se dança não é expressão espiritual porque então que salmos diz louvai ao senhor com danças hein?

AFFF cansei, nem prescisa responder esse comentario, isso pra mim acaba aqui, não nos edifica ficar discutindo, não cabe a mim fazer você mudar de ideia, e nem espero isso...

Deixo claro, meu nome é Gustavo, sou missionário e evangélico...

Acesse e conheça um de nossos trabalhos...

ainda esta em construção mais logo estará pronto, conto com vc pra falar lah...

www.confuselines.com.br

IVAIR AUGUSTO COSTA disse...

Caros irmãos em Cristo, Guh e Josi.

Fico feliz porque vcs são fortes o bastante para evangelizar em um bloco de carnaval e não se deixar contaminar pelo ambiente.

Tenho uma sugestão para vcs; além de formar blocos carnavalescos evangelísticos...

que também coloquem algumas moças cristãs nos bordéis para converter as prostitutas...

alguns rapazes da igreja nos redutos homossexuais para converter o gays...

ah, não podemos esquecer da cracolândia, quem sabe enviamos nossos adolescentes lá para falar dos malefícios das drogas...

Irmãos, porque TODAS as igrejas cristãs não fazem isso??? Por quê será???

Isso é óbvio... só não é para vcs...

A intenção de vcs é excelente, mas a estratégia é falha.

"Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores" Salmos 1:1.

O que você acha que a Palavra de Deus quer afirmar com "NÃO SE ASSENTAR NA RODA DOS ESCARNECEDORES"?

Há dezenas de formas de evangelizar as pessoas que pulam carnaval, sem copiar ou se ajuntar a elas na festa popular deles.

E as igrejas fazem isso. Jesus também fez isso.

Em nenhuma vez lemos de Jesus se ajuntando as festas pagãs romanas.

As festas dos publicanos que Jesus participava, eram de judeus e patrícios que haviam se afastado da fé judaica, mas não se aliram aos ritos pagãos. Não eram pagãos, mas judeus como Jesus era.

As festas eram ceias, banquetes típicos dos judeus. Se fossem festas pagãs (como o carnaval é) nem os fariseus ficavam à porta das casas dos publicanos olhando o banquete. Nem dali se aproximariam.

Quem sabe vcs não lêem um pouco mais sobre isso para ver que estão equivocados em algumas conclusões.

Oséias 4:6 "O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento".

Imaginarium disse...

MInha opinião é a seguinte: Se o ser humano não enxerga a Dança como arte será sempre preconceituso.. O problema está na visão que se tem sobre. Já que somos humanos, carnais, pecadores... fica difícil enxergar presença divina no que o Homem cria ou realiza. Procuro enxergar e vivenciar as coisas de outra forma, livrando-se de gostos pessoais, conceitos prévios..ou até atitude egoístas.. O que importa é o que se passa em meu coração, lugar sondado por Deus e julgado por ELE. Em meu coração glorifico a Deus em minha dança, mas quem dirá que realmente faço isso com meus movimentos senão Aquele que os colocou em mim e convidou-me a oferece-los como gratidão? Experimente dançar um pouco quando estiver triste ou sentindo-se só.. experimente movimentar-se em busca do sobrenatural.. eleve-se a algo indescritível.. não fique perdendo tempo enchendo-se com críticas sobre isso ou aquilo:viva! Por muito tempo deixei de viver o bem mais precioso que é a vida, por procurar sempre acertar para Deus. Bem, num momento, cansei, porque vivia de máscaras, tendo medo de ser eu mesma...mas estava na verdade, cega para a verdade de que: Deus nos ama como somos...Então parei com essa idéia de me privar de certas coisas achando que não convinham e foi errando e estando mais flexível, claro que pondereando algumas coisas... que Deus pode então me moldar e hoje sou mais feliz, realizada, grata, humilde, amorosa, bondosa, benigna, misericordiosa, pacificadora etc. porque um dia experimentei dançar com o mais perfeito bailarino: Jesus.
Deus nos deu inteligência para entendermos que somos seres movidos à arte, seja ela música, dança, interpretação etc. e que vai além de nós, além da nossa pequenina capacidade de decifrarmos tudo o que acontece e o seu porquê, como se queiséssemos nos igualar Àquele que é a Sabedoria. Como se quiséssemos ser Deus.Bem, isso já é bem característico do ser humano, não é? sempre tentando ser Deus com seu orgulho e atitudes egoístas.. Precisamos é dançar, sentirmo-nos livres, quebrarmos barreiras que nós mesmos impomos a nós.. é hora de acordar.. para o novo, um novo ser... aquele que Deus sempre sonhou ver em você!
obg pelo espaço,
Tessy Hernandez

IVAIR AUGUSTO COSTA disse...

Minha irmã 'imaginarium'...
Seu conceito sobre a dança é o ideal. Mas não vivemos em um mundo ideal.
Quero lembrar você que Deus criou Adão e Eva NÚS, ou seja sem roupa.
E até a entrada do pecado, isso era normal para o casal. Esse era o ideal de Deus.
Mas após o pecado, aquilo que Deus criou, os seus corpos nus, Ele mesmo os vestiu.
Neste mundo, muita coisa é o ideal, mas não nos convém como o mesmo apostolo Paulo disse.
Sim, há muita coisa como a dança, e dezenas de outras coisas que foram AFETADAS pelo pecado.
Se você se julga forte o bastante para vivenciar sem se deixar afetar pelo pecado... parabéns... e cuidado.

Anônimo disse...

que porcaria sem fundamentos!
então Mirian e Davi dançaram tipo uma dancinha do acasalamento?
Não seja ignorante, a dança é uma expressão de louvor, e isso é citado na biblia inumeras vezes.
Agora, muitos cristãos nao tem maturidade. Tem homem que nao pode ver mulher dançando que já pensa em sexo, tem mulher que nao pode ser tecada porque molha a calcinha. O problema é que muitas pessoas na igreja estao sendo ensinadas a se isolarem do que pode lhes fazer mal, enquanto o correto seria preparar os jovens para vencer seus próprios desejos.
Se hoje os cristaos nao conseguem ver a dança e nao pensar em sexo, é porque o pecado ja dominou ele faz tempo.

a dança nao é um preludio sexual. VOCE NAO PODE GENERALIZAR ALGO ASSIM, POIS VOCÊ ESTÁ USANDO O SENSO COMUM, E NAO O SENSO CRITICO.

A SUA OPINIAO NAO É MANDAMENTO.
se vc nao gosta, e nao acha certo nao significa q vc tem razão.
pare de ensinar heresias, e vai ler um pouco mais a biblia.

Anônimo disse...

só pra finalizar, apenas veja cia Rhema, musicais do jeova nissi na internet. Você sente desejos sexuais assistindo?
Entao acho que o problema está em vc, e nao na dança.

Rodrigo disse...

Como dito por alguém ai nos comentários: "Que porcaria sem fundamentos!". Concordo com esta pessoa que tem alguma coisa errada com certos cristãos ai que só conseguem enxergar coisas sexuais na dança, está usando mesmo de sendo comum como foi dito, lembrando que hoje em dia para alguém deitar-se com outro está tão fácil que nem é preciso recorrer a isto, se a pessoa não gosta tudo bem, agora não vem generalizar não, de tudo que tenho pesquisado e visto ninguém consegue mostrar com bases bíblicas que é pecado, como tudo na vida muitas coisas nos podem desviar dos caminhos de Deus, portanto devemos vigiar, agora me façam me o favor, não me venham com achismos por favor!

Ozeas Araújo disse...

Minha humilde opinião é a seguinte:

Qualquer coisa nas mãos de quem não sabe usar, pode virar uma tragédia.

Na bíblia fala inúmeras vezes de dança como algo bom. Servos do Senhor que dançavam etc...

Agora o que não pode é por conta disso pegar qualquer tipo de dança e louvar ao Senhor. Como também não podemos, jogar a dança no inverno, no fogo.

'O que contamina o homem é o que vem de dentro.

Uma dança com ordem e decência e em um lugar adequado e de louvor ao nosso Deus, que não venha escandalizar ninguem, não tem nada demais.E é louvável ao Senhor.

Eu crio firmemente que muitas pessoas (escolhidos) serão salvos sem nunca ter pisado em uma igreja, como muitas pessoas que se dizem crentes fiéis, estão nos bancos das igrejas e até muitos que pregam falsamente a palavra de Deus, irão para o fogo eterno.

Quem salva é Deus. quem recebe o louvor do homem é Deus.

Na minha igreja por exemplo, não tem danças (do jeito que falei aqui, até parece que tem rs,) sou de uma igreja tradicional, mas a minha visão é a que aprendi lá. Se for para louvar ao Senhor e não escandalizar o evangelho, tenho certeza que uma dança correta ao Senhor seria aceito em qualquer igreja, como até na minha.

Agora, como falei, não podemos usar isso para exagerar. Deus sabe o propósito do nosso coração, ele conhece bem.

Davi dançou assim como tantos, tantos outros, e naquela época existia pecados graves como hoje, prostituição, homosexualismo etc. A dança pode sim agradar ao Senhor. Se prestada ao senhor de maneira correta, de maneira dencente.

E uma dança, não essas danças de prostituição que vemos hoje.

Dançar com vestimentas corretas, com dencencia, de um modo correto, pq não?

Culturalmente e por causa do nosso pecado, temos um conceito errado de dança.

Isso que vemos hoje na mídia e nos carnvais e blocos e casas noturas, não é dança.

Mas a verdadeira dança, ao senhor pode ser agradavel.

lembre-se, até a bíblia nas mãos de um pecador corruptor, pode se transformar em algo destruidor. Um bombom pode. O pecado não esta no objeto, mas sim no homem.

Deus espera muito mais de nós irmãos, eu creio que estamos muito acomodados.

abraços

Unknown disse...

Se eu for casada e quiser fazer uma dança sensual pro meu esposo, tipo dança oriental, fantasiada ou outro tipo de dança, claro q não pejorativa, mas bastante sensual, num momento só nosso?